quinta-feira, 28 de abril de 2011

Foto de Alien: Um Mistério Insolúvel de 40 Anos!

A foto ao lado, bem como sua história, já rondam o mundo há algum tempo, mas vale a pena relembrar, pois é um fato curioso que pode ter algum relacionamento com os OVNIs.

Em 24 de maio de 1964, Jim Templeton,um bombeiro de Carlisle, no norte da Inglaterra, levou sua filhinha, Elizabeth, até uma área onde a Inglaterra faz divisa com a Escócia, chamada de Solway, para tirar algumas fotos. Nada de extraordinário aconteceu então, embora ele e sua esposa tivessem notado uma aura estranha na atmosfera. Parecia haver algum tipo de carga elétrica no ar, embora não houvesse nenhuma tempestade a caminho. Mesmo o gado existente na região parecia um tanto perturbado naquele dia.

Alguns dias mais tarde, o Sr. Templeton mandou sua foto para um químico, a fim de que fosse revelada. Este disse que foi uma pena que o homem que passou por trás de sua filha tinha estragado a melhor das fotos de Elizabeth segurando um buquê de flores. Jim ficou intrigado. Não havia ninguém mais por lá naquele dia, além de um casal de velhos.

Certamente na foto está um indivíduo com uma roupa clara, se projetando a um ângulo anormal, como se quisesse estragar a foto.

O caso foi relatado para a polícia e levado até a empresa Kodak, a qual havia fabricado o filme. A empresa, após analisar a foto, ofereceu filmes de graça para o resto da vida à quem pudesse desvendar o mistério que seus próprios peritos não conseguiram desvendar.

Como a polícia já havia suspeitado, não se tratava de um caso de dupla exposição fotográfica.

O jornal local, Cumberland News, publicou a história e em algumas horas ela foi noticiada no mundo todo.

Algumas semanas mais tarde, Jim Templeton recebeu dois misteriosos visitantes. Os dois homens que vieram à sua casa dirigindo um Jaguar e vestindo ternos escuros, pareciam normais, exceto pelo seu comportamento. Eles disseram que trabalhavam a serviço da Rainha, mas não mostraram identificação e somente se chamavam por números e perguntavam coisas incomuns enquanto levavam Jim de volta ao local. Eles queriam saber, nos mínimos detalhes, sobre o clima naquele dia, as atividades dos pássaros e coisas do gênero. Jim nunca havia escutado a respeito dos Homens de Preto, pois naquela época o assunto era praticamente desconhecido na Inglaterra.

Então eles tentaram forçar Jim a admitir que ele somente tinha tirado uma foto normal enquanto um homem passava por detrás de sua filha. Jim relutou contra esta idéia e foi quando eles ficaram irracionalmente irados, entrando bruscamente no carro e deixando Jim para trás. Jim teve que andar por 7 km de volta para sua casa.

Hoje, após mais de 40 anos, a foto caiu em domínio público e Jim Templeton recebeu milhares de cartas do mundo todo contendo muitas idéias e possibilidades, a maioria delas sem sentido algum, é claro.

Jim Templeton confirma que não obteve ganho monetário algum como resultado da distribuição da foto, e tampouco quiz isto. Em uma entrevista gravada pela rede de TV BBC, Templeton falou de forma franca sobre a foto perguntando: “Quem é ele? Da onde ele vem? Estas são duas perguntas que gostaria que fossem respondidas“.

O caso também foi publicado no programa da BBC One, Secrets of the Paranormal, apresentado por Jenny Randles.

Mas o caso não parou por aqui. De acordo com a wikipedia, em inglês, um teste de lançamento de um míssil Blue Streak, na área de testes Woomera, na Austrália, foi abortado devido ao aparecimento de dois homens de grande estatura próximos à plataforma de lançamento. Na época, os técnicos não sabiam a respeito da foto de Jim Templeton, até que a mesma apareceu na primeira página de um jornal australiano. Baseados na foto os técnicos alegaram que os homens que eles viram nos monitores da base no dia do lançamento do míssil eram idênticos ao da foto.

O que você acha que podem ter sido estas aparições? Estaríamos sendo visitados por pessoas de outra dimensão, ou seriam somente uma fraude ou engano?

Fontes: wikipedia, www.ufocasebook.com


3 comentários:

Deixe um comentário educado! Siga a política do 'se não pode dizer algo construtivo e legal, não diga nada.'