sexta-feira, 5 de julho de 2013

Transplante de Medula Elimina HIV do Sangue

Apesar de o vírus não ser mais detectado no sangue, é possível 
que ele permaneça “escondido” em algumas células.


Dois portadores de HIV que receberam transplantes de medula óssea para tratamento de câncer no sangue estão livres do vírus há várias semanas, desde que o tratamento com antirretrovirais foi interrompido. Segundo os médicos, ainda é cedo para dizer que eles estão “curados”, mas os resultados, apresentados ontem numa conferência científica na Malásia, são vistos com muito interesse por pesquisadores que buscam uma cura para a aids.

Os dois pacientes - cujas identidades são mantidas em sigilo - foram tratados num hospital de Boston, nos EUA. Eles tinham linfoma e receberam transplantes de medula óssea para curar o câncer, não a aids, mas o HIV desapareceu do sangue deles após a cirurgia.

Os transplantes foram realizados entre dois e cinco anos atrás, e os primeiros resultados do efeito sobre o HIV foram apresentados em julho do ano passado, mas naquele momento eles ainda estavam tomando antirretrovirais. A novidade agora é que os pacientes pararam de tomar as drogas - um deles há 15 semanas e o outro, há 7 - e, mesmo assim, não há níveis detectáveis do vírus no sangue deles.

Os dados foram apresentados na reunião da Sociedade Internacional de Aids, em Kuala Lumpur, capital da Malásia. “Não podemos ainda falar em cura. O tempo de acompanhamento é muito curto”, ressaltou a presidente da conferência, Françoise Barré-Sinoussi, que foi uma das cientistas responsáveis pela descoberta do HIV, nos anos 1980. Quando um paciente para de tomar os medicamentos, o vírus costuma reaparecer no sangue cerca de um mês depois, mas isso varia de pessoa para pessoa.

“A doença poderá voltar daqui uma semana, ou daqui seis meses. Só o tempo vai dizer”, ressaltou, também, um dos autores da pesquisa, o médico Timothy Henrich, da Faculdade de Medicina de Harvard e do Brigham and Women’s Hospital, em Boston. “Não há prazo para declarar uma cura. Esses pacientes terão de ser acompanhados por toda a vida”, disse ao Estado o infectologista Alexandre Barbosa, da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Botucatu. “Por isso os resultados precisam ser vistos com cautela.”

Apesar de o vírus não ser mais detectado no sangue, é possível que ele permaneça “escondido” em algumas células do organismo e volte a se multiplicar, explica Barbosa. Implicações. Mesmo que os pacientes sejam eventualmente declarados “curados”, o procedimento não poderá ser usado em grande escala como uma terapia antiaids, alertam os especialistas. Isso porque o transplante de medula óssea é um procedimento de alto risco, com 10% de risco de morte do paciente.

Em portadores do HIV, que já têm o sistema imunológico debilitado pela doença, esse risco é ainda maior, segundo Barbosa. Ainda assim, para os pesquisadores, é um resultado importante, que pode apontar o caminho para estratégias mais eficientes de controle da doença - ou até mesmo o desenvolvimento de vacinas.



2 comentários:

  1. Meu nome é Jane Bourges e meu e-mail é janebourges@gmail.com. Eu sou um artista, ativista, amante e lutador.
    Eu era HIV positivo, e sou um fora e, finalmente, ORGULHOSO HIV negativo e livre. Eu fui diagnosticado com HIV em 2006. Fiquei arrasado e eu passei a vergonha eo dilúvio indesejado de emoções que quase afogá-lo depois de saber que você tem o vírus mortal, ouvindo o que os outros dizem por ignorância, e mesmo sendo a efígie de estigma nascido de que a ignorância.
    Levei um tempo para processar (cerca de 2 anos), e finalmente, percebi através de outros amigos que não havia cura através de meios espirituais e ervas da África Voodoo Herbalist doutor Anthony Odia, depois de fazer contatos com ele pelo e-mail Odincurahiv@gmail.com, juntamente com a sua orientação, eu pedi para as ervas e começou a tomá-lo, as ervas durou 7 dias, como instruído pelo médico, uma semana depois que eu fui ao meu médico pessoal e testes foram realizados e os resultados mostraram Negativo, que não havia nada de errado comigo ... Então, para mostrar o meu apreço i decidiu anunciar também a todas as outras pessoas que precisam de compaixão, orientação e educação sobre HIV / AIDS e Câncer. Estou dedicado a organizações como o Projeto Estigma e A Tribe Câncer. Convido diálogo aberto sobre a minha própria experiência HIV e câncer, e responder às perguntas que qualquer um gostaria de saber as respostas. Se eu não souber a resposta, eu vou encontrá-lo com você, então entre em contato com Herbalist Anthony Odia agora por telefone +2349032913215 ou facebook em odincurahiv@outlook.com

    ResponderExcluir
  2. Estou realmente muito feliz por minha vida; Meu nome é Cynthia Vargas maye, eu nunca pensei que eu vou viver na Terra antes do ano acabar. Eu tenho sido vítima de uma doença mortal (HIV) nos últimos 5 anos; Eu tinha passado um monte de dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para as igrejas, os hospitais têm sido cada minha residência dia. verificações constantes até ter sido meu hobby não até o mês passado, eu estava procurando através da internet, eu vi um testemunho de como DR. Ben ajudou alguém na cura de sua doença HIV, rapidamente eu copiei o seu e-mail que é (drbenharbalhome@gmail.com) .Eu falei com ele, ele me pediu para fazer algumas certas coisas que eu fiz, ele me disse que ele está indo para fornecer o ervas para mim, o que ele fez, então ele me pediu para ir para exame médico depois de alguns dias após o uso do remédio herbal, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para deixar o testemunho por todo o mundo, fielmente am fazê-lo agora, irmãos e irmãs por favor, ele é grande, eu devo a ele na minha vida. se você está tendo um problemas semelhantes apenas e-mail ele em (drbenharbalhome@gmail.com) ou simplesmente WhatsApp-lo em: + 2348144631509.He também pode curar doenças como câncer, diabeties, Herpes. Etc. Você pode alcançar-me no e-mail: vargascynthiamaye1995@gmail.com

    ResponderExcluir

Deixe um comentário educado! Siga a política do 'se não pode dizer algo construtivo e legal, não diga nada.'