terça-feira, 3 de setembro de 2013

Empresário cria lâmpada que dura mais de 25 anos e é ameaçado de morte!

O empresário Benito Muros, presidente da OEP Electrics e do movimento Sem Obsolescência Programada (SOP), diz ser possível comprar produtos que tenham vida útil prolongada. Tal declaração rendeu a ele e a sua família ameaças de morte.


Tudo começou quando Benito Muros soube da lâmpada que está num parque do corpo de bombeiros de Livermore (Califórnia, EUA). Ela entrou no Guinness Book (livro dos recordes) por estar acesa há 111 anos (veja mais no vídeo abaixo). Ele, então, viajou até a cidade para saber mais sobre a tal lâmpada. Para isso, entrou em contato com os descendentes e conhecidos dos criadores da lâmpada, já que não existia documentação a respeito. Foi aí que o empresário espanhol resolveu criar, junto com outros engenheiros, uma linha de iluminação que dure "toda a vida".

video

Benitos afirma que a lâmpada LED feita a partir de uma lógica que nega a obsolescência programada, e criada pela empresa OEP Electrics - a qual ajudou a fundar, dura mais de 25 anos. Ele enumera as seguintes  vantagens dessa lâmpada:

-Poupança energética de até 92%;
-Emissão de até 70% a menos de CO2;
-25 anos funcionando 24 horas por dia, 365 dias por ano;
-92% menos eletricidade que uma lâmpada incandescente e 85% em relação às halógenas;
-Não contém tungstênio e nem mercúrio;
-Não possui metais pesados que demoram para desintegrar;
-São recicláveis e seguem todas as normas ambientais;
-Se a lâmpada apresentar algum problema, é possível consertá-la.
O segredo para a longa duração da lâmpada LED da OEP Electrics, segundo Benitos, está na qualidade dos materiais usados para a sua fabricação. E afirma que um dos objetivos da companhia é “forçar outras empresas a fabricarem produtos com vida útil também prolongada. O atual modelo econômico está levando a economia, as pessoas e muitos países à ruína. Produtos mais ecológicos e duradouros são necessários”.

Mas essa iniciativa não está sendo bem vista. O empresário espanhol diz que o ministro da indústria não quis recebê-lo num encontro em que Benitos tinha como objetivo explicar as intenções de seu projeto, e que algumas empresas do ramo lhe ofereceram milhares de dólares para tirá-la do mercado. Por todos esses motivos, a lâmpada não é vendida nos mercados, apenas na internet, por 37 euros. Além de tudo, ele diz estar sendo ameaçado de morte. 

Assista ao vídeo abaixo (em espanhol), em que Muros Benites explica toda essa história:

video

Fonte: ecycle.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário educado! Siga a política do 'se não pode dizer algo construtivo e legal, não diga nada.'