sábado, 2 de novembro de 2013

Engenheiro abre ação legal contra CHEMTRAILS!


Davoud Tohidy, 47 anos. Como engenheiro civil, imigrou para o Canadá do Irã em 1999 e se tornou um cidadão em 2013. "Mudei de profissão para desenvolvedor web em 2009. Até 2011, eu não tinha ideia do que realmente estava acontecendo em termos de aerossóis estratosféricos, Geo-engenharia e Chemtrails. Em 2011, um artigo sobre Chemtrails mudou minha vida para sempre."

Quando eu fiz mais pesquisas, percebi que á graves ameaças ao nosso meio ambiente e à humanidade em geral. Eu sempre me vi como um cidadão do mundo, em vez de cidadãos de um país particular.

Nunca deixei que qualquer político ou mídia me dissesse o que é certo ou não. Como uma pessoa com alta intuição e sexto sentido, quase sempre pode analisar os dados e determinar os fatos subjacentes.

Eu digo que há chemtrails, porque eu vejo com meus próprios olhos que eles são pulverizados . Senti diferentes efeitos secundários, tais como artrite, na minha idade! Dor no pescoço por duas semanas, que são sintomas de chemtrails. Em segundo lugar, as pessoas credíveis como Ted Gunderson , ex-chefe do FBI e cientista da NASA falar sobre Chemtrails. Além disso, há várias patentes que demonstram que a tecnologia existente. Existe alguma especulação que chemtrails são parte de uma agenda de despovoamento. Na minha opinião, a razão mais importante para os chemtrails é que "eles" estão se preparando para o "Projeto Blue Beam" , que foi apresentado por Serge Monast .

Minha Luta 

Assim que eu ouvi dizer que estamos sendo pulverizado como insetos, comecei a lutar contra isso. Em agosto de 2011, eu criei um arquivo pdf com informações e provas sobre este crime e outras conspirações. Entrei em contato com investigadores privados, políticos, jornais, igrejas, ativistas, organizações, empresas e pessoas ao redor do mundo e eu mandei o PDF via e-mail.

Eu também criei um pequeno cartão com informações sobre Chemtrails, e deram ativa nas ruas de Ottawa desde outubro de 2011. Comecei uma Petição Chemtrails com a ajuda de Brian Holmes e Juscha Grunther. Reunimos mais de 3.400 assinaturas de todo o Canadá. Eu consegui 1.640 assinaturas em Ottawa, sofrendo várias provocações físicas ameaças diretas e indiretas grave para a minha vida. "Eles" tinha contratado pessoas diferentes, incluindo pessoas sem-teto e outros para bloquear meu caminho, me impedindo de conseguir as assinaturas e, em duas ocasiões distintas, três indivíduos diferentes foram usados ​​para me provocar fisicamente para criar um problema e, em seguida, me impedem de recolher assinaturas.

Além disso, devido às redes sociais, eu era capaz de coletar muito mais assinaturas. Apesar dos esforços dos criminosos para acabar com esta solicitação, a nossa petição foi apresentada ao Parlamento pelo Sr. Alex Atamanenko, MP 21 de outubro de 2013. e criou uma apresentação no Youtube. Foi gravado em Hansard e esta é uma grande conquista. O governo tem 45 dias para responder, o que eu espero que seja com mentiras e negações. É por isso que eu estou preparando uma queixa criminal.

Consulte aqui o pedido no Parlamento canadense, do deputado Alex Atamanenko (Link)

VIDEO: Apresentação da petição Chemtrails 2013 no Parlamento do Canadá pelo Sr. Alex Atamanenko, MP. Este é o resultado de muito trabalho e com a participação de quase 3.500 canadenses:

video
Fonte do vídeo: Youtube
Fonte: relatosmundiais.blogspot.com.br


Chemtrails - O que andam pulverizando pelo Mundo?

Cientistas, pesquisadores e milhares de pessoas, bem como programas informativos e jornalísticos internacionais têm falado e questionado este projeto particular. As teorias são algumas, e apontam o dedo à Geo-Engenharia, uma indústria em rápido crescimento desenvolvida por cientistas, corporações e governos, cuja intenção poderá ser a modificação climática global - controle do tempo, sendo que a este projeto poderá também estar associado o projeto HAARP (o primeiro funcionaria como indutor e auxiliador do segundo projeto); ou, o objectivo poderá ser a alteração da composição química do solo e da água, condenando a agricultura orgânica (biológica) e as suas sementes à morte, para que empresas que detenham patentes sobre sementes (Ex:. Monsanto; tem sementes que até são resistentes ao alumínio) possam lucrar com, e dominar/controlar, a venda das suas sementes geneticamente modificadas, não restando alternativas a esta opção. Estas, e outras teorias, são-nos apresentadas e documentadas no vídeo abaixo, 'Chemtrails'.


A verdade é que estes rastos químicos têm-se manifestado ultimamente de uma forma mais acentuada a nível internacional e, paralelamente, estamos a assistir a um agravamento de doenças psíquicas, problemas respiratórios, lapsos de memória, tonturas, dores reumáticas, bem como o aumento da síndrome de Alzheimer, Cancro, entre outras doenças que poderão estar associadas aos 'chemtrails' e poderão estar a debilitar o nosso sistema imunológico.

A generalidade da população do planeta desconhece este problema que nos afeta a todos e a todos diz respeito!

As consequências das alterações climáticas graves têm tido origem no agravamento de pluviosidade excessiva derivada da geo-engenharia climática com o auxílio de Chemtrails, ou de pulverizações por aerossol com químicos na atmosfera feita por aviões específicos para esse efeito. É facto conhecido, para quem acompanha diariamente este fenômeno, a influência no clima por rastos químicos deixados sistemática e regularmente por centenas de aviões-tanque, que afetam várias regiões do planeta.

Qual a consequência na meteorologia?

Aqui em Portugal, bem como noutros locais o excesso de chuva fora da época tem acompanhado esta geo-engenharia climática… O aumento de pluviosidade, umidade, chuva ou granizo são consequência imediata desta situação. (quando chove por vezes em excesso e fora da sua época normal)

Infelizmente para a nossa agricultura, bem como nalguns outros países, para além duma má política de gestão e de apoio aos agricultores, o excesso de chuva ou mau tempo fora da época, tem resultado num défice cada vez maior na produção não só de cereais como também noutros produtos hortícolas, afastando cada vez mais o agricultor dos campos e do incentivo de continuar nesta sua profissão.

Quem beneficia?

Numa época de crise econômica, em que a produção nacional é da maior importância para pequenos países como o nosso poderem fazer face à dívida externa, a desestabilização do clima tem afectado cada vez mais a produção agrícola e a motivação dos agricultores, os quais já por outras razões também terão queixas acumuladas a apresentar…

Naturalmente que o agravamento da qualidade dos solos com chuvas ácidas e metais pesados (nomeadamente alumínio), bem como a prática de uma agricultura com químicos e toxinas tem agravado cada vez mais a qualidade dos produtos hortícolas que servem para alimentação humana… ou animal.

A subida dos preços dos cereais e alimentos (que tem sido quase uma constante), o aumento da importação de produtos alimentares estrangeiros, bem como a produção ou importação de alimentos transgênicos (mais resistentes às pragas derivadas das alterações climáticas) (Monsanto) têm sido os principais beneficiados por esta situação… Naturalmente que os especuladores que investem na bolsa, nestes tipos de produtos alimentares (sejam eles para finalidades de combustíveis bio-diesel ou não) também lucram com a subida e descida de cotação – basta haver algo que influencie a oferta ou procura destes produtos e, para esse efeito, nada será melhor do que as alterações climáticas “inesperadas”.

Felizmente para nós, pessoas como a bióloga Gilles E. Seralini, têm conseguido comprovar ao mundo que os alimentos transgênicos (ou de animais alimentados com transgénicos) afetam a saúde, combatendo no tribunal em França, a Monsanto, a EFSA , bem como as associações científicas representando a biotecnologia em França, a Associação Francesa de Empresas de Biotecnologia e o Conselho Superior Francês de Biotecnologia, travando-se assim um pouco os interesses das multinacionais de transgênicos na Europa.

Os cereais geneticamente modificados começam a demonstrar trazer toxicidade hepatorrenal (síndrome hepatorrenal) , sem excluir modificações genéticas no ser humano. Atualmente, dificilmente existem rações de animais que são para fonte alimentar humana, que não tenham uma mistura de cereais geneticamente modificados, tal como o milho ou a soja que vem dos EUA, por exemplo. Resta acrescentar também, que têm sido reconhecidos vários casos de esterilidade em pessoas que trabalham ou que estão próximo de agriculturas onde foram utilizados pesticidas vendidos pela empresa Monsanto.

Também os pesticidas têm tido uma larga história na afetação da saúde humana, tendo sido detectados também grandes quantidades de pesticidas, além de outras toxinas, nos testes feitos ao ar em locais de pulverizações com Chemtrails.


A partir dos anos 90, os produtores de químicos e pesticidas, notavelmente as empresas Monsanto e Dow, começaram a comprar os produtores de sementes. A empresa Monsanto conseguiu sozinha, 8 mil milhões de dólares e o Dr. Charles M. Benbrook, antigo Director do Board of Agriculture (Conselho de Agricultura) da Academia de Ciências, disse:

“Basicamente, a indústria americana de pesticidas, comprou a indústria de sementes com todos os propósitos e intenções”.

A intenção e propósito, era controlar a produção de comida. A lei ainda foi alterada para permitir que as empresas patenteassem variedades de sementes que não tinham produzido geneticamente. O único critério era que ninguém tivesse patenteado antes. Isto levou a que as empresas levassem as sementes dos bancos de sementes, produzidas para proteger a diversidade genética e fossem posteriormente ao gabinete de patentes para registar a propriedade. Reconhece-se que a Monsanto é dona de mais de 11.000 sementes, contando também com as que já estão em crescimento.

Outro aspecto interessante deste negócio de sementes OGM relacionado com a Monsanto, empresa outrora conhecida por produzir o mortal herbicida “Agente Laranja” (utilizado na guerra biológica) e, hoje, uma das maiores agro-indústrias químicas internacionais do mundo, foi a produção da semente geneticamente modificada – a Round-Up Ready Canola. Quando o pólen dessas plantas, modificadas geneticamente, acidentalmente cai sobre as agriculturas vizinhas, que usam sementes orgânicas ou outras convencionais, irá fertilizar as plantas e introduzir os genes modificados, tornando-os, essencialmente, cópias das Round-Up Ready.

Quando isso acontece, a Monsanto processa o agricultor vizinho por ter usado os seus genes modificados sem pagar por eles.

Fonte: verdadesreveladas.weebly.com

Leia mais sobre o assunto em:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário educado! Siga a política do 'se não pode dizer algo construtivo e legal, não diga nada.'