terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

As 5 Emoções que me ajudam a praticar o Desapego Emocional



Resolvi escrever As 5 emoções que me ajudam a praticar o desapego emocional, porque hoje se fala muito em desapegar-se de “coisas, com arrumar o guardar roupa, limpar a casa, arrumar sua mesa de trabalho etc. A velocidade das coisas nos levam a entender que se maquiar o externo, o interno também ficará bonito, mas seria como passar um blush no rosto e querer alterar a cor natural da sua pele. Podemos aumentar a velocidade do filme, mas a mudança interior passa em câmera lenta. É preciso esquecer o externo, e olhar para dentro de si mesma. Se não fizer isso, não importa o quanto quer mudar, não vai conseguir, falo por experiência própria. A baixo vou explicar as 5 emoções que me ajudam a praticar o desapego emocional e no final vou ensinar uma técnica infalível para você mudá-las.

1 – Eu sou vítima

Pessoas que gostam de se passarem por vítimas são aclamadas por certo tempo, pois passam a sensação que foram lesadas. E os outros pensam: Ah coitada, ela foi vítima! Não conseguiu o sucesso, pois foi vítima das circunstâncias! E assim vai. Essa síndrome de vitimização na maioria das vezes acontece na infância. Aquela criança que adora chamar atenção dos pais de toda forma, quando crescem, mantem as mesmas manias; sempre têm que arrumar um modo de chamar a atenção e tornarem-se vítimas de si mesma, pois todos sentem “pena” de vítimas. Mas ser vítima causa um mal enorme a própria vida e ao corpo. Para ser vítima é preciso uma carga emocional muito grande e toda vez que você coloca pressão demais no cérebro, ele arruma um jeito de se aliviar, distribuíndo ela pelo corpo através das doenças. Pare de ser vítima e assuma de vez que você é responsável por tudo que acontece na sua vida.

2- Eu me rejeito

Você tem dúvida se rejeita a si mesma? Pois pegue um espelho e olhe bem a imagem que está refletindo. Se perceber esses pensamentos, “ Eu sou muito gorda”, “ Como eu sou feia” “quero ser uma outra pessoa” “Todo mundo no meu emprego é melhor do que eu” e assim vai… Se você teve algum desses pensamentos, acredite, você se rejeita. A auto rejeição é a culpada por muitos fracassos durante a vida. Antes de explicar os males da rejeição, vou falar de uma coisa chamada de “energia”. Todos os nossos sentimentos se transformam em energia e essa energia se expande no ar. Imagina que a energia da rejeição é como uma nuvem negra e toda hora que se sentir rejeitada, essa nuvem irá se propagar para as pessoas a sua volta… Imaginou? Pois bem! Todos rejeitam uma nuvem negra, certo? Se as pessoas rejeitam as nuvens negras, por que não rejeitariam você, se é isso que você está passando para elas? Por esse motivo que elas fazem piada com seu corpo, chama-lhe de gorda ou de magra, lhe fazem sentir incapaz, pois elas estão respondendo a energia que você está emanando. Rejeitar a si mesma é viver em um casulo negro, onde as pessoas apontam o dedo o tempo todo para seus defeitos e dificuldades. Não os culpem, pois eles somente estão respondendo os seus estímulos. O cérebro não entende o que é certo ou errado, ele somente entende o estimulo que você manda através dos seus pensamentos e emoções. Se você mandar o estimulo de: Eu sou gorda!, o cérebro vai mostrar isso para todas as pessoas que olham para você, pois ele somente trabalha a seu favor e se você quer se sentir gorda ou cérebro responde: – Ótimo você vai ser gorda! Simples assim.

3- Eu sou orgulhoso

Ah se achasse um lâmpada mágica e pudesse fazer um pedido, faria: retirar da face da terra o orgulho, pois ele é um mal que devora as pessoas que o alimentam. Você sempre está com a razão? Odeia errar? Precisar ser o primeiro em tudo? Não se permite? Não cede nunca? Se alguma dessas perguntas têm haver com você, se junte a mim em busca da lâmpada mágica, pois esse orgulho vai acabar com você. Ele o deixa cego, preso nas suas próprias convicções. Mesmo que tentem lhe alertar que está errado, você não ouve e continua somente para mostrar que não cede a conselhos alheios. Pessoas orgulhosas vivem tensas, pois precisam controlar tudo a sua volta e quando acontece algo que saiu do seu controle, ficam com raiva de si mesmas por não terem percebido antes de acontecer. Imagine como é o cérebro de uma pessoa orgulhosa, tendo de estar ligado, produzindo energia, buscando um meio de estar o tempo todo na frente e no controle. Os orgulhosos não se permitem e somente descobrimos as maravilhas do mundo se nos permitimos a conhecer coisas novas. Liberte-se do seu orgulho, seja mais flexível, errar é possível, natural e faz parte do aprendizado, para que nos tornemos melhores.

4- Eu me culpo

Não seja tão rigorosa como si mesma. Aquilo foi um erro banal! Pare de ver montanhas em um pequeno monte de terra. Culpar a si mesma é dar à sentença sem ao menos ser julgada. Temos a mania de nos culpar de tudo que acontece conosco. A culpa nos torna fracas e perdedoras, pois aceitamos a derrota na primeira dificuldade. Imagine se o Steve Jobs se sentisse culpado por ter sido demitido da sua própria empresa, talvez hoje você não estivesse lendo esse artigo no seu celular. Temos que analisar nossas falhas. Chorar uma noite toda pelas nossas escolhas erradas, mas ao amanhecer, enxugar as lágrimas e aceitar que foi feito tudo que estava ao seu alcance. Tenha esse princípio em mente: Tudo que se faz, têm cinquenta por cento de chance de dar certo ou errado. Se aprender isso, não vai se culpar mais. Tudo pode ser modificado e mudado se você mudar a forma que olha para a situação.

5 – Carência

Para terminar, livre-se de sua carência, ela já lhe fez fazer tantas coisas, que você não faria se não a sentisse. Como definir a carência? É como se existisse um vazio dentro de si, que um oceano inteiro não conseguiria preencher. A carência faz com que você se entregue a primeira pessoa que lhe dê um pouco de carinho e atenção, te torna depende dessa pessoa e quando a mesma não pode ou não quer mais suprir essa carência, você fica irritada e emocionalmente abalada. É difícil lidar com esse sentimento, pois a falta nos sufoca o peito e a sensação de querer mais e mais invade a alma, mesmo sabendo inconscientemente que nada consegue suprir isso. Vou lhe falar uma verdade. Sei que vai ser difícil de você aceitar, mas ninguém no universo será capaz de extinguir sua carência, a não ser você mesma. Seu marido pode transbordar de carinhos e atenção a você, mas ele não vai ficar o tempo todo ao seu lado e quando estiver sozinha, vai sentir um vazio enorme por dentro. Por isso, algumas pessoas se sujeitam a certas situações, apenas para ter alguém para encher esse vazio por algum tempo. Depois que você aceitar o seu vazio e que somente você pode preenchê-lo, vai começar a ver a carência de outra forma e vai buscar situações que preencham isso, sem depender de ninguém. Algo que você goste de fazer e faça sem seu marido, namorado ou filho ou até amiga. Simplesmente faça! Vai sentir medo no início, pois pessoas carentes sempre precisam de outra por perto, nem que seja apenas para olhar para essa pessoa e pensar: eu tenho alguém para me dá atenção. Mas continue a fazer algo que você goste, mesmo sem ninguém que conhece por perto e logo vai perceber que esse buraco dentro de ti, vai diminuindo. Lembre-se: você é a única pessoa que conhece seus anseios. Prestar atenção neles e resolvê-los vai te torna uma pessoa completa.


Vamos para parte que depende somente de você: Sair da sua zona de conforto em que se encontra agora, é total responsabilidade tua. Pense bem, se continuar a fazer as mesmas coisas, vai ter os mesmo resultados; isso é fato. Todas as 5 emoções que me ajudam a praticar o desapego emocional, podem ser removidas com um simples ato: De você amar a si mesma com toda força do mundo. A pessoa mais importante do mundo é você, acredite nisto. A sociedade dominadora coloca em nossas cabeças, que amar a si mesmo é egoísmo, mas eu digo com toda certeza, egoísmo é se anular para que as pessoas fracas te amem. Vou lhe dar uma missão e se você fizer por um mês seguido, eu lhe garanto que você remove qualquer uma dessas 5 emoções. Vamos lá:

- Primeiro defina qual emoção você quer trabalhar primeiro, vítima, culpa, orgulho, rejeição ou carência… Definiu?
Anota a frase que vou passar no seu celular ou em outro local de faço acesso:

Mesmo sendo _________(coloca aqui a emoção que você definiu) eu me aceito, me aprovo e me amo do jeito que eu sou.

Exemplo:
Se você definiu a emoção de vítima, fica assim: Mesmo sendo _Vitima_eu me aceito, me aprovo e me amo do jeito que eu sou.

Ao acordar, depois do almoço e antes de dormir e toda vez que se olhar no espelho, repita a frase a ser trabalhada. Faça isso por um mês e veja os resultados. Isso mudou a minha vida, e vai mudar a sua. Sei que parece simples, mas as coisas simples são as mais difíceis de fazer. Conhece aquela música que se canta nos aniversários? Essa música: Parabéns para você nesta data querida… é uma música muito simples, cantada por todos. Agora, lhe pergunto: Quantas pessoas criaram outra que a substitua? Até tentaram, mas não conseguiram, pois o simples toca a todos. A frase que lhe pedi para fazer é simples, mas tem uma força enorme para mudar a sua vida. Acredite em mim, pois eu acreditei e mudou minha vida. Se não fosse essa frase, eu não estaria escrevendo esse artigo hoje, pois não acreditava que eu poderia fazer isso.


Leia também:
=> Causas Emocionais das Doenças



6 comentários:

  1. Você gosta de ajudar as pessoas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Você gosta de ajudar as pessoas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Você gosta de ajudar as pessoas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Acabei de ler mas ainda n começei,mesmo assim,só a leitura já nutriu minhas esperanças. Obrigada!😘💕

    ResponderExcluir

Deixe um comentário educado! Siga a política do 'se não pode dizer algo construtivo e legal, não diga nada.'